segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Weird*






 Geralmente é depois de muitos erros é que aprendemos a fracassar melhor(de um jeito diferente). Hoje acordei inteira, não em pedaços. Eu olho pras cicatrizes e vejo tudo aquilo que está escondido em meu interior. Mas estou feliz que sejam apenas cicatrizes, não cortes.

Acho que devo minha sanidade a música, ou pelo menos o que sobrou dela. É o que eu ouço quando não estou em frente ao espelho, ou em algum lugar da internet; vulgo algum blog Ana/Mia de nove ou dez anos atrás. Eu passo a noite revirando o passado de estranhos e é engraçado como algumas coisas são tão familiares. Parece que eu achei mesmo o conforto, distante, nas palavras de estranhos. Obrigada pela dica.

Meu corpo ainda tentar roubar o controle, mas está tudo indo bem. Estranhamente bem. Eu deveria desconfiar ?

11 comentários:

  1. Sinto uma semelhança - e uma tristeza por só encontrar restos no mundo Ana/Mia. É uma sensação estranha, no meu caso, pq parece que estou a falar para os mortos...

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que bom que você está se sentindo melhor.
    Sei bem como é isso, lemos coisas que nos identificamos, vendo coisas que estamos passando e que outros passam ou passaram e isso nos traz conforto.

    Kisses

    ResponderExcluir
  3. Eu faço o mesmo que você.

    Beijos Ami >..<

    ResponderExcluir
  4. Oi Ami
    Desculpe o sumiço.
    Não se sinta desconfiada por estar tudo bem. São esses momentos que devemos apreciar e não ir procurar algo pra ficar na bad de novo
    Fico feliz por saber que são só cicatrizes.
    Acho que a grande maioria faz isso as vezes passo o dia todo lendo um blog completo de 2002 rs.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Esse segundo parágrafo me definiu tanto. Também fico feliz em saber que são apenas cicatrizes, não cortes, já é um bom começo. 😘

    ResponderExcluir
  6. Também tenho esse hobby estranho, na minha lista de blogs se você abrir inteira e rolar até o final verá vários antigos. Me pergunto como estão hoje. Parei de abandonar blogs, os criava e deletava desde 2003.
    Estou feliz por estar se sentindo forte e bem, não se preocupe com o que virá depois, ninguém sabe, o que nos resta é aproveitar esses bons momentos. :*

    ResponderExcluir
  7. Ei, Ami! Olá :)
    Às vezes acho que essas cicatrizes contam mais sobre nós do que nossas palavras... Também fico feliz que sejam só cicatrizes agora.
    Acho que o hábito de revirar blogs antigos é algo comum a nós. Às vezes procuro pelas garotas que estavam aqui quando criei meu primeiro blog, ou mergulho na vida das que abandonaram seus blogs muito antes que eu criasse o meu.
    Ouça o que a Drella diz, não se preocupe sobre o que virá depois, contente-se com o agora. Amanhã é amanhã.
    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro ler antigos blogs ana/mia. Eles eram mais... reais.
    Ninguém estava preocupado em aumentar o número de seguidores, eram apenas relatos sofridos de pessoas comuns.
    Boa sorte com tudo o que se propuser! Abraços

    ResponderExcluir
  9. Querida Ami,
    Sempre tive esse hábito de ler blogs antigos sobre ana/mia e curiosamente começava a imaginar sobre como será a vida dessas pessoas nos dias de hoje. Espero que tudo fique bem, mereces tudo de bom. Tenho saudades de falar contigo, aguardo mensagem ;)
    Com amor,
    Athena

    ResponderExcluir
  10. Eu também amo ler blogs se deixasse passaria o dia lendo...Que bom esta no controle, mas é isso mesmo sempre ficar atenta para quando a tentação vir.

    ResponderExcluir
  11. *Olá Ami querida!
    Obrigada por todos os seus comentários lá no blog!
    Adorei o significado do seu pseudônimo e a história por trás dele obrigada por compartilhar isso.
    Tenha um bom fim de semana!

    ResponderExcluir