sábado, 30 de dezembro de 2017

HAHAH I DON'T CARE maybejustalittle


Comemorações de fim dão vontade de deitar e desligar. Talvez eu faça mesmo isso, e… assim poderão me levar de volta e trocar por algum modelo mais novo. 

Ela não apareceu para o natal mas vai vir para o ano-novo, não seria problema se a minha tia não fosse maléfica o suficiente. Mas é um problema sim, porque ela é. Vai ser tão cansativo... Já está sendo, desde éramos crianças e tudo era/ainda é competição.
O jogo de quem tem a melhor roupa/educação/notas etc.

Minha prima era legal e bonita, como eu gostaria de ser. E quem sabe ela gostasse de algo em mim também, eu não sei... talvez um desejo secreto pelas minhas notas ou sei lá. O fato é que a amizade foi destruída, e não sobrou nada. Mas as nossas mães continuam contando vantagem, e esse é um dos motivos que me deixa constrangida em dizer que vou fazer qualquer coisa. 
A "querida prima" já conseguiu um emprego, fez tatuagens, novo namorado (nós temos a mesma idade, dezessete)... Então adivinhem quem vai ser a piada do dia 31? 

Oh, céus, preciso de um novo planeta. 
***

Há três dias quando criei coragem de enfrentar a balança, descobrir que não engordei nada. Não estou comendo muito desde então... não é nada... Só não estou com vontade mesmo. 

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

(방탄소년단) '피 땀 눈물


...porque a escola acabou e um menino disse que iria embora. " Mudar de endereço Mudar costumes Mudar de 'amigos' foda-se vocês". Alguém reclamou na internet um tempo depois, ele achou tudo tedioso demais. O "lobo solitário" está mais para raposa do campo agora, esperando por alguém responsável por aquilo que cativas. "Ninguém é uma ilha". Mas você não acha alguém que não quer encontrar e... Tanto faz. O relógio vai contar quanto tempo ele pode se virar sozinho. 

Já o meu caso é diferente, pouco mais complicado. Não sinto falta das aulas, aquela mania de lembrar só do bullying e das coisas ruins vive em mim. 

Eu virei 'lobo solitário' muito antes da escola terminar. Foi aos 16 e a primeira tentativa de suicídio. Foi aos 13 quando minha melhor amiga me deixou. Foi aos 7 quando a nutricionista disse que eu era tão gorda que podia ficar dois dias sem comer. Foi aos 2 quando meu pai me abandonou. Foi aos 1 quando minha mãe teve depressão pós parto. Foi muito antes de existir, já estava escrito em minha pele. Os rabiscos em minha cintura não são nada comparado. 

Só que hoje não importa, minha história é maior que isto. Eu me perdi nos momentos de felicidade e melodia, esse é o meu segredo... é o motivo dos fones de ouvido. 

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

25/12/17


Você não vê o feitiço. Encantados pelo brilho das luzes de natal, o cheiro delicioso de comida e fogos que colorem a noite. Tento ao máximo, mas não consigo deixar de ver através. De sentir aquela "tolerância" mútua no ar, crianças ansiosas por coisas novas e caras bêbados na rua fazendo garotinhas sentirem ranço. "Você é uma delícia". Urgh. (Pensamentos homicidas contra alcoólatras ).

"Noel" trouxe-me coisinhas. Uma bolsa e maquiagens para que eu lembre de "ser mulher". E um GTA V ( este foi presente do M ♥), ele sabe que eu amo jogar vídeo game e que algumas situações me fazem querer atirar em alguém. Muitas situações.

~~~

O blog vai fazer 2 anos(eu criei o paper doll na festa de ano novo) e embora eu tenha apagado postagens do começo, ainda são dois anos. O tempo não para... Então aproveitem.

Feliz natal meus amigos(as)♥




quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

M*A*D

Em meu quarto escutando outra briga. Pessoas se queixando disso e aquilo. "[...] Estou tão cheio e tenho que ficar me preocupando com .... e com... Ah tem a Ami também, que não faz nada. Não sei se vai conseguir um curso ou arrumar um emprego. Ela é tão rebelde..."

Não sou o que enche o copo. Mas sou a gota que o faz transbordar. Uma estranha na própria casa. Uma estranha na própria pele.

≈≈≈
Acordo hoje pela manhã. Algo me encara nas sombras, o medo paralisa. Sem me mover ou gritar. É assustador.



Eu desenhei porque não sai da minha mente. Pele pálida e um sorriso insano, não me lembro dos olhos. Acho que enlouqueci de vez. 

sábado, 16 de dezembro de 2017

Night notes



Me deito mais uma vez. O cheiro dele é inebriante. Confortável em cobertores, de olhos fechados, imaginado o rosto mergulhado na penumbra. De olhar terno e meio sorriso.

Ele está bem diante de mim mas suas mãos não acariciam meu rosto e nem tocam meu cabelo, como de costume. Não quer me acordar.

Fingindo dormir, não atrevo-me a espiar, mesmo que deseje muito. Não. Se eu abrir meus olhos ele não estará mais aqui. Então eu continuo de olhos fechados, agarrada numa fantasia idiota.

Esperando o momento em que ele realmente estará aqui.
Comigo.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Little Letters






Trechos de cartas que recebi e a história por trás delas... 
***
"Honten nossa eu te vi como minha namorada mais hoje eu fiquei muito feliz com você ♥
Meu amor eu posso te chamar de amor
Ass: amor 
(Desenho tosco de uma rosa feito à caneta )
Essa rosa é quando você olhar para ela você se lembrar de mim.   
BJS: TE AMO"

Essa carta eu recebi de um menino - analfabeto - que gostava de andar com seu braço envolta do meu pescoço. Ele foi gentil até eu me recusar a beijá-lo "de língua", então ele parou de falar comigo e arrumou outra garota que fizesse isso. 
***
"...Pode contar comigo pra tudo! Nos momentos difíceis e fáceis. ★
Te adoro..." 

Tinha muito apreço pela garota que escreveu isso. Só que era a mente mais diabólica de todas, iríamos dominar o mundo. Um desentendimento. Ciúmes excessivo, ela não gostou quando passei o intervalo com outras pessoas. Ficou furiosa. Ofensas e Ofensas. No final ela pediu para mudar de escola. "Melhor Amiga". Foi a primeira vez que me senti triste. 
***

"Que deus te abençoe muito, e te ajude nesse caminho que é a busca por conhecimento, mas você também tem que se esforçar beleza. Te amo muito. Papai.  22/03/2008"

Belas palavras. Mas ele nunca foi mais do que isso, palavras. Faz anos que não vejo meu "pai"(ele não merece ser chamado assim). 
***

"Feliz aniversário minha princesa, desejo a você toda felicidade do mundo. 
Prometo fazer de tudo para você, como um pai, porque em meu coração você é minha filha legítima. " 

Meu padrasto. Isso foi no começo, hoje tenho quase certeza de que ele me odeia. Somos limitados ao "bom dia-boa noite" e as reclamações frequentes do que não limpei de direito. 
***
"Você foi uma grande amiga durante todos esses tempos, passamos bons momentos juntas, mas tenho que dizer adeus. ... Nossa amizade vai durar para sempre no meu coração. "

Falsidade. Não fomos amigas, ela era o tipo de pessoa que andava com outros por conveniência. 
Vi ela na feira tempos depois, imediatamente virou de costas. Acho que ela estava com o coração errado. 

***
"Eu sou Ami tenho 10 anos tenho cabelos escuros e olhos castanhos escuros e gosto de desenhar e estudar 
Hoje eu aprendi o que são subtração de frações"

Sempre gostei de deixar registros idiotas. Vocês sabem....



sábado, 9 de dezembro de 2017

Boy and Friend


Os lençóis cinza sufocam. Sono/choro/minha cabeça dói e os fantasmas me acordam para ver a chuva que acontece de madrugada, que para e recomeça diversas vezes até às quatro.

Passeios pela escuridão quando algo quebra lá fora. A tristeza me rouba a capacidade de sentir medo, assim não me importo se foi um gato desastrado ou o demônio. Passeando.  Passeando. Caminhando. Andando. Lembrando. Planejando. Prometendo. Cumprindo. Tentando entender.

Há um ano atrás eu era viciada na idéia obscura de óbito mas estava ocupada olhando fotos de gatinhos que M enviava. Há um ano atrás éramos conversas e sussurros secretos. Há um ano atrás coisas mudaram.

Mas ainda restam amarras que me atam. Não sei o quando vamos nos ver de novo, tem coisas que ele precisa fazer, que também preciso. Ele vai para uma outra cidade trabalhar/trabalhar/trabalhar, mas não é um final.

Ninguém pode mudar a sua vida e depois ir embora assim...      


Acho que vou passar meus dias pensando em um milhão de livros que poderia ter publicado. Sentir saudade e me martirizar porque minha vida é obra de um péssimo escritor.

domingo, 3 de dezembro de 2017

Depression Cherry







A ânsia para escrever é enorme. Mesmo que meus dedos tremam e as palavras sejam varridas da minha mente. 

O mundo gira em câmera lenta e eu corro, salto e voo. Subindo ao infinito de nuvens cor de rosa sem se importar com a colisão ao descer - a vista é incrivelmente bela. Os sons são púrpura destorcido, cheiro de chiclete.
É repentino, tudo se torna cinza como meus lençóis. Sinto falta de algo que nunca esteve aqui. 

↑↑↓↓←→←→BA











sábado, 2 de dezembro de 2017

Death Angels have a DeathNote

Aqueles monstros ferozes me cercam seus dentes afiados brilham quando sorriem. São garotos sujos, com pensamentos sujos e palavras piores ainda. Ofensivos, alunos do ultimo ano que se comportam como cães no cio, como coisas que não reconheço.

Levanto e saio. Da classe para a diretoria. Digo que não posso ser trancafiada com as crianças acéfalas, não porque são idiotas, mas são bastante hostis. Passe VIP para terra dos adultos, você ganha privilégios por bom comportamento, mesmo que sonhando em arremessar uma mesa na cabeça de alguns deles.

O cordeador diz que vou deixar saudades - o ano está acabando, eu digo que estarei feliz em jamais voltar.  Ele sorri como se já soubesse, e me manda ao auditório para aproveitar um filme. Esquecer certas coisas.

Aquela escuridão não deixa-me mais a vontade, apenas dá espaço para que fantasmas apareçam. Não deveria estar lá. M ficou na jaula com os leões, defendendo a "honra" de alguém que fugiu, ficou para defender me. Só que não queria voltar, nem gostaria de ficar só na escuridão. Também não queria ir para casa...

Não sei qual é o lugar que me deixaria bem, mas supor que ele exista já é muito melhor do que desejar morrer loucamente.

Aos poucos fui deixando de ser um anjo da morte... o que me tornei então? 

[] [] []


Mantive o mesmo peso. Isso não é tão ruim, é? ( É PÉSSIMO )


domingo, 26 de novembro de 2017

You are so fake


O armário não para, os esqueletos estão agitados. Fantasmas da escuridão quebram as regras e agora estão por todos os lugares; na beirada da cama, em bolsos, no maldito visor de um celular. 

Ótima foto de perfil. Ótimas palavras na bio. Ótimo disfarce de garota adolescente. Depois de tanto tempo, ai está você. Intoxicando meu jardim. Fingindo. Destruindo. Escrevendo mensagens bonitinhas para pessoas que você odiou, como se o passado não significasse nada. 

Mas você não pode gostar de mim de novo, só porque eu sei quem você realmente é. 

----~~~≈≈≈ [DeepSea] 
    
Foi fácil achá-la. Fácil demais, uma vez que jamais teria tentado. Assim descobri postagens e marcações com pessoas que gostam de dizer que "são meus amigos". Um garoto pediu desculpas por isso.

 Ele sabe/mas ele fez/disse que me "adora"/mas ele fez/ele mente/ele conversa com ela/ele sabe o que aconteceu/ele pede desculpas/está tudo bem/eu minto. 

O branco do banheiro é insano. Um pouco de vermelho, a maçã foi da cantina para minhas mãos para minha boca para meu estômago e o caminho inverso para minha boca e para o vaso. Sem bulimia, nenhum dedo. Foi apenas nojo. 

Ser o melhor aluno da sala não significa ser um amigo de verdade. A máscara descolou e eu peguei você. 

****

Menos um quilo. Datas comemorativas começam a fritar meu cérebro desde já. Tem muitas outras coisas também(provas, estudos, resultados, diplomacia familiar inexistente, some shits) e estou com medo. De verdade. Fico num campo de guerra o tempo todo. 



segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Blackout

 Presa em uma TV quebrada dos anos 80. Meus ouvidos chiam e estática cobre meus olhos. Este filme de terror está apenas começando.

Exercícios pela manhã me fazem forte |Ser forte significa ser magra| Significa não ter braços que parecem salcichas gordas| Significa ser mais forte| Significa ser mais magra|
Eu não sei o que isso significa.

Mas não é o suficiente para me fazer desistir.

Sou de vidro agora| vidro a prova de balas. Com meu interior limpo e transparente.

Menos 2, tenho 55 agora.

Sonhando em levantar voo com minhas asas de papel.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

I don't care anymore...



Estamos voltando de ônibus. O sol invade pelas janelas e contrasta gentilmente com aqueles olhos claros . Ele sorri, eu pergunto. M diz que está feliz "só porque sabe que vai me ver amanhã".

Então eu sorrio também.

|~×~|

Meados de novembro. Muitas coisas em aberto - planos, decisões a serem tomadas e ... oportunidades para dar errado. Correr para lados aleatórios não é o mesmo que ter um plano de fuga. Mapas diferentes te levam a lugares diferentes, e eu só preciso daquele que me tirará deste lugar.

Talvez eu tenha desistido dos contos de fada sobre doenças que são garotas. Mas ainda mantenho a sensação de querer voltar e me afundar porque uma borboleta pousou em meu joelho e foi incrivelmente mágico, incrivelmente lamentável também.

Pensamentos reflexivos sobre decisões ruins, é claro. Ainda me pergunto... todo maldito dia. Um T.A não me faria 'bonita", sei o que é bonito atualmente e não são caveiras com cara de doente terminal. Porém, qualquer coisa além dessa bola de carne mal distribuída que sou seria satisfatório para mim.

Lentamente e doloroso. Você não precisa de uma arma ou uma corda para ser um suicida. Eu escolhi morrer de fome.

Lendo garotas de vidro, escutando Teen Idle(Marina and the diamonds).








sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Error 404


Não dá para saber se é uma possível cura ou um intervalo até a próxima crise. Impossível, a compulsão aparece para dar um "olá" nos dias vazios e o inverso também. *suprisemotherfuck*  Tentar se livrar desse transtorno e acabar fazendo um NF, profanação bulímica, ginástica compulsiva etc...etc...etc...  Estúpido. Preciso tomar uma decisão. Fazer algo, não importa o que.

 Qualquer coisa que eu tente parece ter o efeito reverso, a balança da autodestruição está sempre equilibrada. Meu psicológico não. O peso está voltando para zona proibida. Cinquenta e sete.

[][][]

Quase todo bom filme de terror tem uma continuação. Domingo está chegando, dessa vez exatas. Sem declarações sobre o primeiro dia de Enem, basta dizer que estou feliz por não ser parte do #ShowDosAtrasados.

Garrafas sem rótulo, RG, caderno de prova, erros no gabarito(dessa vez não, HA!), revista com detector de metal...

Cansativo. Fico desejando que acabe logo.

><_><


Lua; o vinho é alcoólico e a embriaguez me tira da realidade. A garrafa de vinho quebrada e a taça vazia significam que estou mais na realidade, ao menos por agora.







sábado, 4 de novembro de 2017

.-. . .- -.. -.-- ..--..

 Começou com a maldita lista. Eu deveria saber que o primeiro lugar jamais me faria especial. Nas tuas mãos me tornei um mero peão nesse jogo doentio. Você nunca soube o significado de "amiga", mas mesmo assim prometeu coisas e me fez prometer também. Só porque sabia que eu as cumpriria. E você...não.

A tempestade levou-te para longe. Olhou profundamente em meus olhos e não disse adeus, porque se tivesse mesmo dito alguma coisa eu teria escutado... Oh céus, por mais baixo que fosse.

Você foi embora.

E tudo o que deixou foi a solidão permanente, obsessão crescente. Faço as listas agora que sou você, e fico imaginando se era tão desgraçada como me sinto agora.

***

7:34 a.m

Os números no visor reiniciam se pedalar bastante, foi uma boa descoberta... mesmo que minhas pernas estejam destruídas.

2h31 min pedalando, 1.000kcal  queimadas, 66 Km.

Com certeza morreria se tivesse que fazer isso todos os dias, então preciso encontrar outros meios de queimar sem ter um ataque cardíaco.

≈≈≈
O ENEM é amanhã, eu não sei exatamente o que dizer/sentir sobre isso. Na verdade sobre nada. Sou uma espiral de vazio interminável.


sábado, 28 de outubro de 2017

•°•°•°•°


 Já que algumas coisas não deviam ser ditas eu engasgo e sufoco nas próprias palavras. Mas o bebê quer estourar a delicada bolha protetora criada pela minha mãe, provocando um tsunami emocional em casa. Só preciso ter cuidado, se a bolha estiver muito alto no céu, eu irei cair e colidir brutalmente com a realidade.

S•O•R•T•E

É isso que desejam quando entrego um papel com meu nome e -terrível- rosto imprimido nele. Andei pela cidade inteira e definitivamente odeio esse lugar, ao menos espero ter queimado calorias. Existem algumas oportunidades/vagas, nada definido ainda. Preciso de um emprego para poder ir embora. Preciso de sorte.

Parece meio doentio a forma como emagrecer nunca sai de meus pensamentos, mesmo quando restringir não é o foco. Está sempre lá, como um câncer.

Existe um buraco negro em meu estômago. Ele irá crescer e matar todos vocês porque eu não vou alimentá-lo. É o mesmo peso  desde a última vez que anotei, um alívio, não estava fazendo restrição, mas agora estou.

M... me faz pensar que sou um pouco menos acabada do que acredito, infelizmente essa magia não é eterna. E depois da meia-noite eu sou abóbora novamente.




domingo, 22 de outubro de 2017

XXI woman and her bad adventure


Foi um rótulo "bonitinho" que ganhei durante uma rápida avaliação feita por dois colegas de classe. Eles estavam a superestimar algumas das minhas supostas qualidades e eu nem imagino qual a importância disso. Confesso que "mulher do século XXI" me surpreendeu. Não a parte do vinte e um, porque daqui a oitenta ou noventa anos isso vai ser ultrapassado, mas a parte do "mulher". Nunca achei que tivesse deixando de ser/se parecer com uma garota. Isso pode ser porque de fato não deixei, ou... Nunca fui uma. Tanto faz para mim...
**-
Na quarta-feira fizemos uma visita a universidade, com tudo de direito; cadáveres, ossos, bonecos, música alta, pessoas dançando Zumba(?), amostras grátis, dor nos pés e um pouco de ciúmes.

O demônio garoto da biblioteca retorna dos mortos e decide por si só que "vai" andar comigo e alguns colegas, já que os amiguinhos dele "disseram" que não iriam(mas foram) na parte de anatomia. Queria matá-lo, mas não me opus ao que ele determinou porque ninguém disse nada e eu não quis ser chata. O que me levou a bancar a alienada o resto do tempo, fingindo que não me importava e tentando deixar o incomodo de lado. Até que... Bum. Estamos sozinhos.
Eu, ele e... M.

Oh sim, M também estava presente. O tempo todo e meio incomodado também.

***
M me abraçou bastante(acho que tentando insinuar algo), enquanto o garoto da biblioteca mostrou não se importar, mesmo. Pareceu espontâneo, mas não deixou de ser uma situação embaraçosa. Depois de um tempo um outro garoto se juntou a nós e isso ajudou a diminuir um pouco a minha tensão psicológica.

Quase como super poderes, fiz os dois trocarem algumas palavras e o resto encaminhou naturalmente até que... Meu sapato desamarrou. Merda.

Abaixei para amarrá-lo. O garoto da biblioteca foi atrás de mim e esticou os braços, tocando minhas costas. M olhou como se estivesse tendo um infarto e eu perguntei que porra era aquela. Ele pediu para que eu fosse mais rápido mas... Adivinha... EU NÃO SOU O FLASH.

Fiquei completamente desconcertada com a posição/situação. A partir disso fui andando na frente segurando o braço de M, demorou um pouco para a cara de tacho dele desaparecer.

Encontrei os infelizes alunos que deixaram nós três no começo, tudo acabou com risadas.
Felizmente o dia terminou sem mais acontecimentos constrangedores.


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

*


Chorei. O passado me persegue com uma faca afiada e brilhante, estilo Pânico, mas parece que não sou a única pessoa a carregar segredos obscuros. Me matariam se contasse a vocês.

Nem em seus sonhos(ou pesadelos) esse sentimento te deixaria, nunca sozinha. 
Nunca. Sozinha. 
Nunca e sozinha. 
Nunca vai acabar bem. Você está sozinha. 

Está na sua mente garota. Ignore o homem atrás da cortina, porque nas paredes do manicômio não há janelas. 

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

»TAG« Essa sou eu em imagens


A minha querida Lua-san ♥ me marcou em uma TAG! Achei bem divertido e confesso que é algo novo pra mim já que, apesar do Paper Doll ser um blog sobre a minha vida... É difícil deixar meus gostos explícitos.
Foi uma idéia incrível da Any, que voltou com essa TAG.
***
1. UMA ESTAÇÃO. 

Outono. Gosto das cores desta estação...

2. UM MEIO DE TRANSPORTE. 
Cadillac 1965. Me faz querer viver nessa época... 

3. UM LUGAR. 
 
Lugares altos como prédios e etc. A vista noturna da cidade é linda.

4. UMA FASE DO DIA (MANHÃ, TARDE OU NOITE)
Madrugada. Quieto, solitário , silencioso... Eu amo isso.

5. UM FILME.
Scott faria de tudo por ela. Até enfrentar os sete ex-malvados de Ramona Flowers. Oh, eu amo esse filme. 

6. UM ATOR.
Chris Pratt. Senhor das estrelas. Salvador da galáxia, duas vezes... 

7. UMA ATRIZ. 
Scarlett Johansson. Ruiva, morena, loira.. Linda de qualquer forma. Como cabe tanta perfeição em uma pessoa?

8.UMA BANDA OU GRUPO MUSICAL.

The Neighbourhood. Rock. Alternativo. Preto e branco. 

9. UM PENTEADO. 
Coque simples.

10.UMA PARTE DO CORPO. 
Braços. Meu defeito.

11. UMA BEBIDA. 
Martini. Alcoólico. Muito alcoólico. PT. 

12.UMA FLOR OU PLANTA. 
Hortência. Rosa ou azul, muda de cor dependendo do solo.... Havia algumas em minha antiga casa. 

13.UM ANIMAL DOMÉSTICO.
Gatos. Tive muitos... 


14. UM ANINAL SELVAGEM. 
Cervos. They are in my Dreams.

15. UM LUGAR PARA CONHECER. 
Portugal :) Número um em minha lista, e você sabe não é? 

16. UM SONHO. 
Achar um lugar só meu. Distante de tudo  que me faz mal. 

17. UM ACESSÓRIO. 
Fones... ♥

18. UMA ARTE. 
Mangá. ありがとうございます 

19. UM MEDO. 
Nada nunca mudar. Apenas girar em círculos.

20. UM MONUMENTO. 
Não sei o motivo. Estátua da liberdade :)

21. SEU SIGNO. 
Virgem. 
Muito TOC e planilhas no Excel. 

22. SEU ELEMENTO ( DE ACORDO COM O SIGNO). 
Terra. 

23. UM ANIMAL OU PERSONAGEM MÍTICO DA MITOLOGIA.
Pandora e sua lancheira caixa. 

24. UM LIVRO.
Eleanor & Park. ♥

25. UM CANTOR. 
John Lennon. Despensa apresentações.

26. UMA CANTORA. 
Lorde. ♥

27. UMA REVISTA. 
Não tenho o costume de ler revistas, mas tenho um exemplar da Marie Claire no meu guarda roupa. Nem sei o motivo.

28. UMA MODELO. 
Behati Prinsloo...

29. UMA SÉRIE. 
Chato. Mal-humorado. Sarcástico. Mandão. Ranzinza. Brilhante. 
House. ♥

30. UM ROLÊ. 
Ir no banco e sacar o inativo. 

Sair com o boy... A pessoa que deixa qualquer lugar divertido. 

31.  UMA PEÇA DE ROUPA. 
Qualquer coisa com mangas longas. 

32. UMA COR. 
Azul turquesa. 

33. UMA PAIXÃO FICTÍCIA.
Tom Keen ( The Blacklist ). Vilão? Mocinho? Um beijo? Quero! 

34. UM ESTILO DE SE VESTIR. 
Casual. Jeans e alguma coisa... Embora eu pareça vestir um saco de batatas atualmente. 

35. UMA PERSONAGEM. 
Ramona Flowers. Inspiração para pintar o cabelo de azul e me arrepender depois... Lembrar que algumas coisas só são bonitas em gente da TV... 

36. UMA REDE SOCIAL. 
Tenho uma conta com menos de dez amigos, só pra falar com gente realmente importante para mim. E ver memes é claro. 

37. SIMPLISMENTE UMA IMAGEM. 
... 


Espero que esse seja o fim dos enigmas... Ou alguns deles ;) 
Obrigada borboletas. 

E chegando ao fim, vou indicar; 


Não vale GIF. Okay?! ♥

*perdoem eventuais piadas sem graça.